Imprensa

Imprensa

Conjuntura: Pacto competitividade

2011-02-28

Ver notícia completa aqui

Berlim quer engenheiros portugueses

O pacto de competitividade proposto pela Alemanha e por França em troco do reforço do fundo europeu de resgate visa, entre outros objetivos, facilitar a importação alemã de engenheiros, disse à Lusa a eurodeputada Maria da Graça Carvalho.

Em entrevista à agência Lusa, a eurodeputada do PSD criticou a proposta do pacto de estabilidade, por não incluir propostas relacionadas com a inovação, e duvidou da capacidade do Governo português resistir à pressão franco-alemã, apesar das reservas de Lisboa quanto à proposta de inscrição na constituição de mecanismos de alerta de endividamento.

«A posição inicial de Portugal foi de ter ficado contente com a existência deste pacto, porque está essencialmente a pensar na flexibilização do fundo [de resgate europeu]. Como precisa da flexibilização do fundo de uma forma desesperada, não se opôs (...) não houve uma posição forte ao resto do conteúdo do pacto», afirmou Graça Carvalho.