Imprensa

Comunicados

Aprovado novo modelo de redução das emissões de gases com efeito de estufa através das abordagens sectoriais

Aprovado novo modelo de redução das emissões de gases com efeito de estufa através das abordagens sectoriais

2011-05-11 - Informação à Imprensa

"Estas medidas asseguram quer a integridade do meio ambiente quer a competitividade da Indústria Europeia" 

As sugestões apresentadas pela eurodeputada Maria da Graça Carvalho no Projecto de Parecer sobre a analise das opções para ir além do objectivo de 20% de redução das emissões de gases com efeito de estufa e avaliação do risco de fuga de carbono, foram aprovadas esta semana na Comissão de Indústria do Parlamento Europeu em Estrasburgo, com o apoio de diversos grupos políticos incluído o grupo dos Verdes.

A deputada europeia, propôs na comissão de indústria, um novo modelo para atingir o objectivo de 20% de redução das emissões, segundo o qual a indústria é abordada por sectores a nível internacional "para ter maior competitividade". Para Maria da Graça Carvalho, "trata-se de uma estrutura mais complexa mas muito mais eficiente e mais ajustada à realidade". Acrescenta ainda que "na minha proposta, a redução dos níveis de CO2 têm em conta a competitividade da Indústria para evitar a sua desaparição e que não perca a competitividade".

Maria da Graça Carvalho considera que "as abordagens sectoriais combinadas com a redução de emissões nos países industrializados, podem contribuir para conciliar as acções de luta contra as alterações climáticas com a competitividade da indústria e o crescimento económico. A deputada salienta ainda "a importância de se adoptar uma abordagem sectorial horizontal e holística da indústria como valor acrescentado para as negociações internacionais e objectivos europeus relativamente ao CO2".

Também na sua proposta, considera que, " a transição para uma economia de baixo carbono e as abordagens sectoriais poderão também integrar o quadro internacional de acção em matéria de combate às alterações climáticas pós 2012".

Esta abordagem inovadora a nível europeu foi já apresentada pela eurodeputada no final do passado ano, durante os Study Days do Partido Popular Europeu, em Budapest.