Imprensa

Comunicados

"A Europa tem de ser mais independente do ponto de vista energético"

"A Europa tem de ser mais independente do ponto de vista energético"

2011-10-27 - Informação à Imprensa

Na qualidade de membro da Comissão da Indústria e da Energia do Parlamento Europeu, Maria da Graça Carvalho foi nomeada relatora do PPE para o relatório sobre a Segurança do aprovisionamento energético e cooperação internacional.

O relatório está subordinado ao tema da política energética da UE, com o objectivo de estreitar os laços com parceiros para além das nossas fronteiras.

Este relatório vem reforçar a preocupação manifestada por Maria da Graça Carvalho acerca de que a Europa deve ser "mais independente do ponto de vista energético". A deputada apela a uma "maior coordenação no interior da UE em termos de política energética. Só assim a UE poderá ter uma posição forte nas negociações com os países terceiros".

Tal e como estabelece a Estratégia 2020, a Comunicação da Comissão Europeia propõe o reforço da dimensão externa da política energética da UE. Este reforço é feito através do aumento da transparência entre os Estados-Membros sobre os seus acordos energéticos com países terceiros. O documento também propõe o reforço da coordenação nas relações com os países parceiros, na tomada de posições nas organizações internacionais e no desenvolvimento de parcerias energéticas gerais com os principais países parceiros.

Maria da Graça Carvalho recorda que a quota da energia importada na UE "continua a aumentar. Por isso, conclui "é preciso promover os interesses da União Europeia nas relações quer com os países de trânsito quer com os países produtores de energia."